INTRODUÇÃO

​​TRIGO PAN
Triticum aestivum L.

A campanha do trigo 2017/18​ se caracterizou uma vez pelos altos rendimentos em grãos nas principais áreas produtoras de trigo como tem acontecido por três campanhas e por níveis de proteína geralmente baixos. ​

ÁREA SEMEADA E DE CULTURA, RENDIMENTO E PRODUÇÃO POR SUB-REGIÕES SUB-REGIÃO SUPERFÍCIE SEMEADA (HA) SUPERFÍCIE COLHIDA (HA) RENDIMENTO (KG/HA) PRODUÇÃO (TN)
I658.590649.7152.8321.840.229
II Norte871.166827.8064.3263.580.927
II Sul714.240699.7254.4103.085.819
​III417.530413.2302.6871.110.361
IV518.951518.0714.3272.241.554
V Norte703.620699.7453.0792.154.600
V Sul​1.032.9601.023.7102.7462.810.825
NEA409.308402.7861.863750.445
NOA571.555558.8951.558870.564
NACIONAL 5.897.920 5.793.683 3.184 18.445.322​​​​​​
Estimado com base e​​m dados fornecidos por la ​Dirección de Cultivos Extensivos do Subsecretaria de Agricultura. Safra 2017-2018​

 

​A produção nacional é estimada em ​​18,445 milhões de toneladas (MT), ligeiramente superior à campanha 2016/17, com 18.340 toneladas. 5.897 Mha foram plantados e 5.793 Mha foram colhidos, com um rendimento médio nacional de 3.184 kg / ha, 124 kg / ha inferior à média nacional da temporada anterior. A semeadura foi feita com muito boa disponibilidade de água no perfil do solo, primando na maioria dos meses chuvosos acima da média histórica, com excessos de água em algumas áreas que impediram o plantio de alguns lotes. As temperaturas de julho a setembro foram superiores à média histórica, com avanço da data de pico em torno de 5 a 7 dias em algumas cultivares. Não houve geadas fortes na implantação e afilhamento. A adubação fosfatada foi realizada durante a semeadura e adubação nitrogenada antes da semeadura ou semeadura. As doenças foliares foram muito importantes devido às condições predisponentes e à mudança de raças na ferrugem. Houve um ataque precoce de ferrugem amarela que continuou durante todo o ciclo da cultura, com uma alta incidência negativa na produtividade de cultivares suscetíveis. No final do ciclo, apareceu um ligeiro ataque de ferrugem do caule e ataque moderado de mancha amarela e vestígios de fusariose do fuso apenas em algumas cultivares. Nas cultivares de ciclo longo e intermediário, foi observado um ligeiro ataque de bacteriose. O preenchimento dos grãos foi apresentado com condições ótimas de temperatura durante quase todo o período e a colheita em condições normais, permitindo alcançar bons rendimentos de grãos. Havia lotes nas sub-regiões IIN, IIS e IV com rendimento próximo aos potenciais de cada variedade com 6.000 e 7.000 kg / ha de produção média​

​​​​​

ORGANIZAÇÃO E METODOLOGIA

 

ESTRUTURA DA AMOSTRA

Decidiu-se conformar amostras representativas, cada uma delas de 4000 toneladas aproximadamente e chegando a se realizar um total de 253 análises. Para obter uma amostra suficientemente representativa, o planejamento foi realizado segundo a área semeada por cada departamento ou distrito, e o rendimento médio das últimas campanhas, de acordo com dados fornecidos pelo Ministério de Agroindústria da Nação. De acordo com a produção estimada resultante, se determinou o número de amostras conjunto a conformar por cada departamento ou distrito a fim de conseguir uma representatividade proporcional de cada localidade.​

A Asociación de Cooperativas Argentinas, a Federación de Centros e Entidades Gremiales de Acopiadores de Cereais, Agricultores Federados Argentinos e a Federación Argentina de la Industria Molinera, através das cooperativas, depósitos, e moinhos selecionados pelas localidades forneceram amostras de operações primárias (amostras comerciais) a partir das quais se desenharam as amostras conjunto por localidade, segundo o indicado pelas instruções destinadas aos responsáveis das amostras.​

No entanto, a Dirección de Información Agrícola y Forestal do Ministério de Agroindústria, através das suas delegações no interior do país, deu seu apoio para as amostras e movimento de amostras.​


ESTRUTURA DE AMOSTRAGEM SUB-REGIÃO
AMOSTRAS CONJUNTO POR LOCALIDADE
TONELAGEM
AMOSTRAGEM (TN)

PRODUÇÃO
(TN)

% DA PRODUÇÃO
​​REPRESENTADA
​​
I1967.4301.840.2293,7
II Norte58
369.3123.580.92710,3
II Sul​2684.0003.085.8192,7
III2385.1301.110.3617,7
IV2584.6982.241.5543,8
V Norte42185.1502.154.6008,6
V Sul53183.3032.810.8256,5
NEA29.000750.4451,2
NOA520.000870.5642,3
TOTALES 253 1.088.023 18.445.322 5​,9
Estimado com base e​​m dados fornecidos por la ​Dirección de Cultivos Extensivos do Subsecretaria de Agricultura. Safra 2017-2018​

 

Estas amostras primárias deviam representar entre 100 e 250 toneladas e serem selecionadas de modo a refletir, o melhor possível, as características da produção da zona. Para isso, foram utilizadas 3024 amostras com as quais se atingiu uma quantia em toneladas de amostras de 5.9% da produção nacional de trigo para pão que atingiu as 18.445.322 toneladas.​

PORCENTAGEM DA PRODUÇÃO REPRESENTADA EM RELEVAMENTO​​                              
​​​